theme-sticky-logo-alt
Amor Próprio - Como ter amor próprio

Amor próprio: é sobre ter amor próprio

0 Comentários

Como ter amor próprio?

O amor-próprio não aparece da noite para o dia, é algo a ser cultivado diariamente. Você pode até pensar que esse é um tema clichê, mas acredite: o amor-próprio é essencial para vivermos bem e aproveitarmos melhor a vida.

Atitudes simples como vestir uma lingerie que te deixa mais sexy, fazer um spa day em casa, tirar um tempo só para você ou caprichar na make podem elevar a sua autoestima e te fazer transbordar de amor-próprio.

Por isso, nós queremos compartilhar algumas dicas de como dar um up na sua autoestima e arrasar sendo você mesma! Vamos lá?!

Índice do conteúdo:

O que é o amor próprio?

Amor próprio sorrir ser jovem ser feliz

Primeiro, vamos esclarecer o que é amor-próprio. Nós podemos defini-lo como o olhar para si mesma com respeito e estima. É amar você mesma por ser quem você é e aceitar-se por inteira, com suas qualidades e seus defeitos, respeitando sua história e também seus limites.

Amor-próprio não tem nada a ver com egoísmo, vaidade, orgulho ou aparência, muito menos com os estereótipos de beleza que a sociedade impõe. Amar a nós mesmos é algo incrível, além de essencial para a nossa felicidade.

Ah, e vale lembrar que é um processo. A cada dia temos que fazer o exercício de nos amar um pouquinho mais.

Muitas vezes, nós temos medo de não sermos amadas por aquilo que somos e até desejamos ser outra pessoa, em alguns casos. Mas precisamos compreender que cada uma de nós é única e irrepetível. E ser quem nós somos é o que fará os outros nos amarem também.

Benefícios do amor-próprio

amor próprio frases

Cultivar o amor-próprio traz diversos benefícios, um deles é contribuir para o nosso desenvolvimento e realização pessoal. Além disso, passamos a agir com mais positividade, a não fazer cobranças excessivas de nós mesmos e a enxergar as coisas com um olhar de gratidão. Outras vantagens são:

Aprender a dizer não quando necessário, tanto para pessoas quanto para situações desconfortáveis;

Colocar-se em primeiro lugar, não como forma de aceitação ou de aprovação dos outros, mas para o seu próprio bem-estar;

Valorizar a si mesma, seu corpo, mente e emoções;

Desenvolver o perdão de si mesmo por erros do passado;

Reconhecer a sua vulnerabilidade, ou seja, reconhecer que você não é perfeita (e isso é libertador).

O que fazer para ter amor-próprio?

Amor próprio: banheira com coisas que gosta

Para começar a trilhar esse caminho de amor-próprio não é necessário viver mudanças extraordinárias, esse processo vai acontecer nas pequenas atitudes do dia a dia.

A primeira delas é aceitar a sua vulnerabilidade. Ninguém é perfeito. Todos erramos e isso é natural. Ser vulnerável não significa fraqueza ou covardia, pelo contrário, pessoas corajosas são aquelas que não têm medo de demonstrarem que são vulneráveis.

“A vulnerabilidade soa como verdade e sente-se como coragem. Verdade e coragem não são sempre confortáveis, mas elas nunca são fraqueza.” (Brené Brown)

Quando você reconhece suas imperfeições se torna mais forte. Afinal, é muito chato posar de perfeita o tempo todo, concorda? Saber que erramos, mas que podemos melhorar é libertador.

Outra atitude para amar a si mesma é não fazer comparações. Comparar-se aos outros não é saudável em nenhuma área da nossa vida. Cada pessoa é única e não existe ninguém no mundo igual a você, nem a ela É claro que podemos nos inspirar nas pessoas que admiramos para buscar nossa melhor versão, mas cada um de nós tem uma maneira diferente de ser.

Identificar os seus limites e respeitá-los também é essencial. Conhecer o seu corpo e as suas limitações evita desgastes físicos, mentais e emocionais. Por isso, respeite a si mesma.

Essa atitude pode doer, mas ela é super necessária: corte relacionamentos que não te fazem bem. É difícil se amar quando estamos cercadas de pessoas tóxicas e que minam nossa autoestima. Talvez seja impossível cortar o relacionamento por completo, mas pese na balança o quanto você consegue ficar próxima a essa pessoa e estipule limites. Com certeza, isso vai te trazer muita paz!Por último, cultive o hábito de cuidar de si mesma. Ter rituais de autocuidado é fundamental para uma boa autoestima. Descubra quais atividades você gosta de fazer e coloque elas na sua rotina. Estabelecer uma rotina de skincare, de spa day em casa também podem ajudar.

Por que é tão difícil desenvolver o amor próprio?

As atitudes para cultivar o amor-próprio podem parecer simples, mas na correria do cotidiano elas podem ser difíceis de realizar. Por isso, esse caminho de autoestima e autoaceitação é um processo diário. Temos que fazer um pouquinho a cada dia.

Se deixarmos essas atitudes completamente de lado, a falta de amor-próprio pode levar a diversos problemas, como baixa autoestima, perda de autoconfiança, insatisfação com a vida e até problemas físicos e mentais.

Portanto, comece hoje a praticar esse amor por si mesma. Você não irá se arrepender.

10 frases de amor-próprio para você se amar mais

Amor próprio: Ame a si mesma
“Seja você. Por você. Para você”.
“Faça um favor a si mesma: olhe-se com amor”.
“Cultive amor-próprio e ele florescerá dentro de você”.
“O que você tem de diferente é o que você tem de mais bonito”.
“Existe uma beleza imensurável em ser quem você é”.
“Eu perdoo a mim mesmo e me permito aprender com os meus erros”.
“Por amor, já fiquei. Por me amar, já fui”.
“Corpo bonito é aquele que tem gente feliz dentro”.
“Menos padrão, mais liberdade para ser quem você é”.
“Seja livre para ser quem você é”.

O poder da lingerie para aumentar o seu amor-próprio

Você sabia que a lingerie aumenta o vínculo com o corpo e fortalece a autoestima? Essa peça é o cuidado mais íntimo que uma mulher pode ter consigo. É muito mais que se cobrir e proteger o corpo, é a forma como a mulher se apresenta para ela mesma.

E como o amor-próprio também contribui para a autoaceitação do corpo, usar uma lingerie bonita, sexy e confortável ao olhar-se no espelho faz muito mais sentido.

Aqui na Strappy Co nós temos peças ma-ra-vi-lho-sas que vão te deixar com a autoestima lá em cima.
Nós da Strappy priorizamos a beleza e o conforto acima de tudo. Em nossos modelos não utilizamos nem aro nem bojo para priorizar o conforto, além de usar rendas lindas. Tudo para realçar a beleza sem abrir mão do sexy e da sustentação das peças.

Esperamos ter ajudado você a melhorar o relacionamento consigo mesma e que, a partir de hoje, o amor-próprio esteja presente em todos os seus dias.

Tudo o que você precisa saber sobre Chá de Lingerie - Strappy Co
Post anterior
Chá de Lingerie: brincadeiras, decorações, convites e mais
Seios: tudo sobre seios principais dúvidas
Próximo post
Seios: principais dúvidas – do seio pequeno ao seio grande

0 Comentários

    Deixe uma resposta

    15 49.0138 8.38624 1 1 4000 1 https://blog.strappyco.com.br 300 0